Dia de emoções em perspectiva na Penha

0
276

O dia de Domingo começou com a derradeira subida de treinos do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, último apronto de todos os pilotos para as duas subidas de prova que vão definir o nome dos vencedores da Rampa da Penha 2017.

Com muito público ao longo do traçado e mais um dia primaveril, foi Rui Ramalho a estabelecer a melhor marca da sessão, com 1:21s469, melhor tempo da rampa até ao momento, liderando em termos absolutos e na Categoria 1, na frente de Pedro Salvador, que conseguiu recuperar o Silver Car para Domingo, depois dos problemas de motor sentidos ontem.

Na Categoria 2 o mais rápido foi José Correia em Nissan GT-R GT3 com 1:34,862, enquanto na Categoria 3 a melhor marca pertenceu a Sérgio Nogueira em Citroen Saxo. Manuel Correia em Ford Fiesta R5+ foi o melhor na Categoria 4 com 1:33s048 e Joaquim Teixeira levou o seu Megane Trophy ao topo da tabela de tempos da Categoria 5 com a marca de 1:33s911.

Miguel Lobo fez 1:37s589 com o Audi RS3 TCR do Troféu Nacional TCR/TCS de Montanha. Na Taça Nacional de Montanha 1300, Francisco Leite em Fiat Punto foi o melhor ao fazer 1:55s158.

No Campeonato Nacional de Clássicos Montanha, foi José Pedro Gomes o mais rápido, conseguindo fazer o tempo de 1:44s080 com o seu Ford Escort MKI. No Troféu Nacional Clássicos de Montanha, a primazia nesta subida pertenceu a Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII, com 1:49s840.

Na Taça Nacional de Clássicos de Montanha 1300, o mais lesto foi Aníbal Rolo (Datsun 1200 Coupé com o tempo de 1:52s409.

 

teixeira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here