Luta de gigantes na Rampa de Santa Marta!

0
288

Pedro Salvador foi o mais rápido na segunda subida oficial da Rampa de Santa Marta. O piloto do Silver Car EF10 obteve o tempo de 1:43s565, levando a melhor sobre Rui Ramalho em Osella PA2000 Evo2, que parte para a derradeira subida de prova com 1s5 de desvantagem para Salvador, na soma das duas subidas já realizadas.

Com o terceiro tempo absoluto ficou João Fonseca em BRC CM05 Evo.  Paulo Ramalho teve uma ligeira saída de pista e não completou esta subida de prova.

Atrás dos líderes absolutos e da Categoria 1, com o quarto lugar à geral, ficou Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT3 Cup, que garantiu desde já o triunfo na Categoria 2. Mais atrás Edgar Reis em Porsche 997 GT3 Cup e José Correia em Nissan GT-R GT3, ocupam os restantes lugares do pódio.

Na Categoria 4 ainda podem acontecer surpresas, se bem que não seja de prever que Manuel Correia e o Ford Fiesta R5+ venham a ser surpreendidos. Correia fez o tempo de 1:58s860 e tem Luis Silva e o BMW M3 na segunda posição a pouco mais de 1,3 segundos.  Edgar Florindo (Toyota Carina E) é o terceiro classificado.

Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy V6 liderou mais uma vez a Categoria 5, garantindo desde já o triunfo na frente de Francisco Marrão em SEAT Leon Supercopa. Jorge Meira foi forçado a abandonar nesta subida com o motor do Citroen Saxo partido.

Azarado na primeira subida de prova, Pedro Saraiva foi o melhor na Categoria 3 com o seu Mitsubishi Lancer Evo. IX, conseguindo o tempo de 2:06s787. João Guimarães em Peugeot 206 RC, lidera para já a prova, tendo sido segundo neste subida na frente de Pedro Marques em SEAT Leon TDi. Tiago Ribeiro (VW Golf GTi) continua a lutar conta si próprio na Taça TCR/TCS e está para já na 11ª posição absoluta.

Com o tempo de 2:17s826, Armando Freitas em Toyota Starlet 1.3 selou o triunfo na Taça Nacional de Montanha 1300. Leonel Brás em Citroen AX Sport segue na segunda posição, mas está já a mais de três segundos de Freitas. Manuel Fernandes em Fiat Punto ocupa nesta altura o degrau mais baixo do pódio.

O Campeonato Nacional de Clássicos Montanha está completamente ao rubro, com José Pedro Gomes a conseguir o tempo de 2:09s356, batendo Flávio Sainhas, que continua ainda assim a liderar no cômputo das duas subidas de prova. Os dois pilotos dos Ford Escort MKI, vão abordar a derradeira subida a contar, separados por apenas 98 milésimos de segundo, com vantagem para Sainhas.

Carlos Oliveira garantiu nesta subida o triunfo no Troféu Nacional de Clássicos Montanha, com o e o piloto do BMW 323i a terminar esta subida com o tempo de 2:12s792. Ricardo Loureiro em Ford Escort MKII foi o segundo mais rápido, seguido por Carlos Fava em VW 1303S.

Já ninguém vai tirar a Aníbal Rolo (Datsun 1200) o triunfo no Troféu Nacional de Clássico 1300. O veterano piloto conseguiu nesta subida a marca de 2:19s413, deixando José Carlos Magalhães (Toyota Starlet) a mais de 10 segundos. No terceiro lugar está José Pedro Figueiredo em Datsun 1200.

 

PressRelease-GTL_6651

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here