A ESTREIA DE DANIEL VILAÇA NA RAMPA DE MURÇA

0
443

COMUNICADO DE IMPRENSA

CAMPEONATO PORTUGAL DE MONTANHA JC GROUP 2020

RAMPA DE MURÇA

O piloto de Braga, Daniel Vilaça ao volante do seu BMW 1602  estreou-se no passado fim de semana Rampa de Murça, primeira prova do Campeonato de Portugal de Montanha .Logo na subida da warm up faria toda a extensão da Rampa de Murça em 2.52.941, à média 87,4 km/h,  sendo o 7º classificado no Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha. Na primeira subida de treinos, o bonito BMW 1602 do piloto de Braga lograria alcançar um  crono de  2.46.247, à média de 90, 9 km/h, sendo de novo o 7º classificado no Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha. Para a segunda subida de treinos Daniel Vilaça, faria um tempo de 2.48.007, à média de  89, 9 km/h, mantendo o oitavo lugar entre os participantes do Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha. Sempre na procura das melhores afinações, Daniel Vilaça, na primeira subida oficial de prova, o BMW 1602, consegue suplantar os tempos anteriores com 2.44.030, à média de 91, 9 km/h, mantendo a 8ª posição entre os participantes no Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha.

Após uma noite de descanso, no domingo de manha com a pista molhada pelos aguaceiros nocturnos, Daniel Vilaça, faria toda a extensão da Rampa de Murça, em 3.12.703 à média de 78, 4 km/h, sendo o 3º classificado entre os participantes no Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha. Na derradeira subida de treinos, Daniel Vilaça obtém um tempo de 2.56.076 à média de  85, 8 km/h, sendo de novo o 8º classificado no Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha. Mas para a segunda subida oficial de prova, Daniel Vilaça, sempre a melhorar, acaba por “pulverizar” todos os tempos feitos anteriormente, obtendo desta vez 2.42.257 à média de 93, 4 km/h.

A derradeira subida de prova, Daniel Vilaça, já não a faria, isso motivado pelo grave acidente ocorrido, na qual deixou o piloto de Braga surpreso como nos disse “ não estava nada à espera disto, estou solidário com as famílias das vitimas, esperando que os feridos recuperem rapidamente, e o piloto Luís Silva volte ao nosso convívio o mais rápido quanto possível, são estes os meus desejos”.

Em relação aos seus préstimos acrescentou “ tudo isto é novidade para mim, foi a minha estreia na Rampa de Murça, uma rampa muito competitiva, muito técnica, e para se andar bem, tem de se correr por cá muitas vezes, o que não foi o meu caso, pois foi a estreia .Por isso os meus tempos foram abaixando em cada subida efectuada, houve que fazer os acertos ao BMW 1602, e estou satisfeito com aquilo que fiz. Para a próxima prova, vou lutar para fazer mais e melhor, esperando que tudo me corra pelo melhor”, disse-nos Daniel Vilaça.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

CAMPEONATO PORTUGAL DE CLASSICOS DE MONTANHA

1º Flávio sainhas – Ford Escort

2º Fernando Salgueiro – Ford Escort

3º Ricardo Loureiro – Ford Escort

4º Joaquim Soares – Lotus Elan

5º Paulo Teixeira – Ford Escort

6º Jorge Loures – Lotus Elan

7º DANIEL VILAÇA – BMW 1602

FONTE: JBVA ASSESSORIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here