Exibição de gala coloca António Rodrigues no pódio absoluto da Rampa Serra da Estrela!

0
497


Naquela que é a sua primeira época a “tempo inteiro” no Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, o piloto da NJ Racing está a demonstrar uma competitividade fora de série e, logo na segunda prova, leva o seu BRC CM 05 EVO ao 3º lugar e conquista pela primeira vez um pódio absoluto.

António Rodrigues jamais esquecerá a sua estreia competitiva na rampa erguida no “teto” de Portugal Continental.

O piloto duriense assinou uma exibição exímia e sem falhas ao longo de todo o fim-de-semana da Rampa Serra da Estrela Covilhã, estando desde a primeira até à última subida sempre na luta pelo pódio absoluto, feito que conquistou com todo o mérito e naturalidade.

O traçado de 5200 metros proposto pelo CAMI para a segunda prova do CPM JC Group 2020 exige um profundo conhecimento e António Rodrigues chegou à Covilhã ciente de que “teria de me focar e aproveitar todas as subidas de treino para conhecer e me adaptar à pista pois, rodar de fora competitiva com um protótipo num traçado longo e rápido exige estarmos sempre próximos da perfeição e só o conhecimento de cada metro da pista nos dá a confiança profunda de que necessitamos”.

Seguro da competitividade do BRC CM 05 EVO pois sabe que “a nossa equipa de assistência tem feito um trabalho incrível a preparar o BRC que, para além de estar forte, está fiável e tem me dado garantias de que posso andar rápido”.

Semáforo ligado e António Rodrigues começou o seu trabalho. Subida após subida, foi melhorando os seus tempos e rapidamente se tornou um dos poucos pilotos a conseguir rodar abaixo dos três minutos. Fê-lo numa das sessões de treinos, que venceu e voltou a repetir esse feito na última subida de prova.

No fecho, foi com toda a justiça que reclamou para si o 3º lugar na geral, vencendo ainda a Divisão B dos Protótipos, chegando assim ao primeiro pódio absoluto da sua carreira, enriquecendo o seu palmarés e o registo da equipa e recolhendo preciosos pontos nas duas frentes de campeonato em que está envolvido.

Uma jornada me cheio que levou António Rodrigues a sentir-se “muito feliz por este fantástico resultado. É um prémio para mim, para a equipa e para a minha família. Sinto-me muito apoiado por todos e isso motiva-me a tentar sempre ser mais rápido. O fim-de-semana foi quase perfeito. Não cometi erros e cedo percebi que conseguia ser competitivo. Dei tudo nas subias de prova e o pódio na geral e a vitória na minha divisão foram o prémio que julgo ter merecido!”.

Agora, o piloto sente que “tenho condições para poder lutar por este pódio absoluto nas contas finais do campeonato. Tudo farei para o conseguir”.

O CPM tem a sua próxima prova marcada para 7 e 8 de novembro, com a realização da Rampa da Arrábida PêQuêPê.

Fonte: VEDDACOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here