Speedy Motorsport continua a vencer na Montanha

0
241

O piloto da Speedy Motorsport conseguiu a terceira vitória consecutiva, nas três provas do Campeonato Nacional de Montanha (CNM) disputadas até ao momento.

O domínio do piloto do Norma M20 FC foi constante ao longo do fim-de-semana, em que a chuva no sábado e o piso seco no domingo, fizeram mudar várias vezes as condições de piso da terceira prova do CNM 2016.

Hoje o piso secou e dessa forma os tempos baixaram substancialmente na terceira subida de prova. “Rodei em 2m 41,734seg, o melhor tempo do fim-de-semana. Tinha consciência de que com piso seco, a diferença para os adversários ia diminuir e por isso empenhei-me nas subidas de hoje. Logo na subida de treinos percebi que os tempos iam baixar e por isso empenhei-me para as subidas de prova, o que me permitiu vencer a rampa com o tempo de 5m 24,132s, 26,812s mais rápido do que o meu principal adversário.”

Pedro Salvador, na segunda oficial tinha um tempo que não lhe permitiria encarar com à vontade a derradeira ascensão, pois o tempo de Sábado, à chuva, seria para descartar: “apesar de ter sido constantemente o mais rápido, não podia levantar o pé na última subida e voltei a assinar o melhor tempo. Tinha a consciência de que os meus adversários iam apostar no piso seco de hoje e por isso entendi que não devia facilitar.”

O piloto da Speedy Motorsport comanda destacado o Campeonato Nacional e Montanha, após a terceira prova, marcada por um programa desportivo que se prolongou bastante para além do que estava previsto, com controlo anti-dopping incluído, acrescentou que “acho muito bem que estas acções aconteçam, pois o desporto deve ser uma actividade limpa de drogas. Não é com o recurso a sustâncias ilegais, que os tempos se fazem” rematou o líder do Campeonato Nacional de Montanha.

Resumo de Sábado

Pedro Salvador dominou o primeiro dia de competição da Rampa da Serra da Estrela, terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Montanha.

A chuva trouxe surpresas e atrasos, excepto para Pedro Salvador, que depois de dominar as sessões de treinos, cumpriu a primeira subida oficial em 3m 06,273s e foi 13 segundos mais rápido do que o seu mais directo adversário.

“Gosto deste traçado empenhei-me desde o primeiro metro. Estamos com um bom set-up no Norma M20FC, que nos permite ser rápidos à chuva. Hoje terminei com uma vantagem confortável, mas tenho consciência de que terei que me empenhar nas duas subidas que faltam, pois a instabilidade do tempo poderá ser uma “lotaria”. Rematou o comandante da classificação geral da Rampa da Serra da Estrela.

Fonte: Assessoria de Imprensa

salvador-serradaestrela

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here