Comunicados II – Senhora da Graça

0
330

 

AURORA MOTORSPORT COM BOM DESEMPENHO NA RAMPA DA SRA DA GRAÇA

A Aurora Motorsport e Carlos Oliveira regressaram no passado fim de semana com o Porsche 911  na Rampa da Senhora da Graça, que desta feita não teve nenhum problema com o seu carro e acabou por subir ao pódio em termos de categoria.

A Rampa Senhora da Graça é sem dúvida alguma a rampa mais rápida das provas que fazem parte do calendário do Campeonato Nacional de Montanha, e isso viu-se que o Porsche preparado na Garagem Aurora logrou alcançar  nas duas subidas de treinos com  Carlos Oliveira que conseguiria alcançar,  2.55.579 e 2.48.633.

Para as três subidas de prova a dupla Porsche/Oliveira fariam respectivamente 2.48.137 e 2.49.345, sendo assim o quarto em termos de categoria  do Campeonato Nacional de Clássicos de Montanha, e primeiro na classe 48 e no grupo h 75.

No final Eduardo Santos Júnior, responsável pela Aurora Motorsport descreveu o que mais esta jornada do Nacional de Montanha “ correu bem, houve ali umas afinações que tivemos de trabalhar para assim poder adaptar o carro às rápidas condições desta rampa, pois para ser honesto julgava-a um pouco mais lenta. Por isso esta prova está cumprida, agora vamos ter um período de paragem de seis semanas aproximadamente, e depois há que começar a pensar na preparação para a Rampa de Murça, penúltima prova do Campeonatos Nacional de Montanha “.

FOX_4275

 

JOAQUIM RINO COM PROBLEMAS NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

Joaquim Rino não teve de modo algum um fim de semana fácil na Rampa Senhora da Graça, pois o BRC CM 05 Evo, teve alguns problemas mecânicos que logicamente afectaram o desempenho do piloto da Batalha.

O “suplicio “ começou logo nas sessões das subidas de treinos, quando o BRC fez apenas uma centena de metros, tendo logo encostado à berma, pois acabou por partir uma transmissão. Mesmo o assim na segunda subida de treinos, conseguiu alcançar 2.35.576.

Nas subidas de prova, a correia do motor do BRC também acabaria por partir, mas mesmo assim Joaquim Rino lograria alcançar os cronos de 2.32.161 , 2.31.663 e 2.37.235, isso fruto de muita perseverança, com o objectivo de poder ficar o melhor classificado possível.

No final, Joaquim Rino falou-nos do que foi esta jornada na Senhora da Graça, começando “ muitos problemas na tarde de sábado, logo na primeira subida de treinos, após o arranque, de repente ouço um ruído estranho, e fui forçado a encostar logo à berma. Pensei logo que fosse o autoblocante com danos, o que me obrigaria a ter de me deslocar à Covilhã, às instalações da FR Power para ir buscar outra peça similar. Mas depois de toda a equipa de mecânicos ter verificado, tinha sido uma transmissão que tinha cedido, e rapidamente a peça foi substituída. Depois mais tarde foi a corrente que acabaria por partir, e tudo isto afectou o meu desempenho em pista, mas há que saber gerir com calma este tipo de situações, na qual o desporto automóvel é fértil. Face ao que me sucedeu, tentei andar o mais rápido possível, e obtive a  posição possível. Agora há que começar a preparar a próxima prova, após este período de aproximadamente seis semanas”.

Joaquim Rino e o seu BRC CM 05 Evo ficaram classificados em 5º na categoria 1 e em 1º no grupo CM.

 

FOX_3992

TIAGO SILVA COM REGRESSO POSITIVO Á MONTANHA

Decorreu no passado fim de semana a x Rampa Senhora da Graça, em Mondim de Bastos.

Inscrito na Categoria 3 do Campeonato Nacional de Montanha, categoria esta com o maior número de inscritos, Tiago Silva refere: “Sob uma elevada temperatura dentro e fora do carro, não tivemos um início de prova que desejávamos, pois para além de detectarmos logo na primeira subida de treinos que o setup do carro não era o ideal para a rampa, verificamos também que ainda subsistiam problemas eléctricos.”

Acrescentou ainda que: “Detectados e corrigidos os problemas eléctricos, consegui impor um ritmo melhorando as performances de subida para subida chegando a rodar a 2:55,633.”

Assim, a equipa Vila-Realense obteve o honroso 5º lugar da Categoria 3 e o 3º da Classe 31.

Terminando, Tiago Silva enaltece: “Quero agradecer aos meus patrocinadores e aos fãs do desporto automóvel que notório é o Vosso apoio ao longo das provas.

Um agradecimento especial ao João Azevedo e á LJP Sport e por fim á minha família e amigos.”

 

FOX_4144

 

MARTINE PEREIRA FINALMENTE COM O LOLA T 70 EM CONDIÇÕES

 

Tardou, mas custou, finalmente a caixa de velocidades e a embraiagem do Lola T 70 de Martine Pereira estiveram em condições, permitindo ao piloto usufruir de todo o potencial do bonito protótipo.

Assim, nas duas subidas de treinos, Martine Pereira seria autor dos tempos de 3.10.532 e 3.08.409.Sempre a melhorar os seus tempos, Martine Pereira conseguira nas subidas de prova melhorar um pouco mais, obtendo  3.01.823, 2.59.784 e 3.17.887.

No final, antes de colocar o Loa T 70  no parque fechado, e depois de retirar o capacete, fez-nos um resumo da prova “ desta vez correu tudo bem, pois já conseguimos ultrapassar os problemas com que nos debatíamos desde o inicio da época com a embraiagem e a caixa de velocidades. Agora na Rampa Senhora da Graça, finalmente essa situação está ultrapassada, seria bom que o carro estivesse assim logo na primeira prova do Campeonato na Rampa da Penha. Depois aqui na Senhora da Graça foi tentar melhorar os meus tempos em cada subida, objectivo esse alcançado, desde já o meu muito obrigado a toda a equipa de mecânicos liderada pelo Sr. Miranda, que finalmente colocou o Lola T 70 em condições de poder competir “, disse-nos.

Assim Martine Pereira ficou na terceira posição em termos de categoria 6, primeiro na classe 55 e primeiro no Grupo 6

FOX_4064

 

LUÍS NUNES RENOVA TITULO DE CAMPEÃO NACIONAL DE MONTANHA

PLENO DE VITÓRIAS É O PRÓXIMO OBJECTIVO NO CAMPEONATO DE MONTANHA

Com uma temperatura a rondar os quarenta graus, Luís Nunes acabava de chegar ao inicio da Rampa da Senhora da Graça, tendo parado o seu Seat Leon Cup Racer, para ser saudado por toda a equipa da Martinsspeed, e a família presente, que assim festejou de forma efusiva a renovação do titulo de Campeão Nacional, sendo este mais um titulo para juntar ao seu largo palmarés desportivo.

Seis participações, seis vitórias na edição deste ano do Campeonato Nacional de Montanha em termos de categoria para Luís Nunes, que depois de retirar o capacete, começou por nos dizer “ este objectivo já está alcançado, agora o próximo é o “pleno”, isto é, oito participações, oito vitórias”.

Mas não se pense que Luís Nunes teve uma tarefa fácil na Rampa Senhora da Graça, pois aquilo que o piloto de Gelcurto tinha afirmado há uns tempos atrás concretizou-se, pois os seus adversários aproximaram-se muito em termos de andamento, e nesta prova isso foi confirmado, quando Nunes teve uma luta titânica com o Renault Mégane Trophy de Joaquim Teixeira, ficando tudo resolvido na derradeira subida.

Logo nas duas subidas de treinos, Luís Nunes faria os tempos de 2.32.038 e 2.29.891. Motivado para a primeira subida de prova, Luís Nunes teve de se concentrar ao máximo, e não cometendo nenhum erro fez logo 2.28.512, para na subida seguinte conseguir melhorar um pouco mais com  2.28.191. Na subidas do “tudo ou nada”, Luís Nunes acaba por conseguir bater o seu tempo anterior, fazendo 2.27.956, conseguindo assim superar em cerca de dois segundos Joaquim Teixeira em renault megane trophy, e com isso a vitória na categoria e a respectiva renovação do título.

Por isso depois de colocar o Seat Leon Cup Racer no parque fechado, o piloto transmontano falou-nos da prova “ não foi nada fácil, a diferença entre mim e o Teixeira estava muito pequena. Por isso na ultima subida tive de me aplicar a fundo, sempre muito, mas muito concentrado, sem cometer erros, consegui baixar para o segundo 27, quase diria que foi uma subida do “tudo ou nada”. Felizmente correu tudo bem, consegui atingir o meu principal objectivo que era a  revalidação do titulo, e que eu queria  muito deixar resolvido já nesta prova, agora tenho outros objectivos,  um é fazer o “pleno” em termos de vitórias nesta categoria, quero com isto dizer que vou tentar vencer a minha categoria nas duas provas que faltam para terminar o Campeonato Nacional de Montanha deste ano, o outro é manter a quarta posição na classificação geral absoluta, o que a meu ver será outro feito notável.  Não posso deixar de agradecer a todos os que me ajudaram a chegar até aqui, em particular ao meu irmão, família em geral, amigos Zé e Melo, patrocinadores, equipas Martinsspeed e Veloso Motorsport “.

Comenta-se em termos de bastidores que Luís Nunes poderia ainda esta época participar numa prova do Campeonato Nacional de Velocidade, mas sobre este novo  projecto, o piloto transmontano apenas adiantou “ gostava muito…., eu adoro as provas de velocidade em circuitos, mas tenho de fazer muito bem as contas, pois as despesas de participação são mais elevadas, isto em comparação com as provas de Montanha. Vamos deixar passar mais algum tempo e depois mais para a frente logo veremos “, disse-nos.

 

FOX_3926

 

MAIS UM LUGAR NO PÓDIO PARA VICTOR RAMOS DO TEAM ARFDG MOTORSPORT

Na rampa da Senhora da Graça, Victor Ramos ao volante do seu Ford Escort, sendo o único representante do Team AFRDG Motorsport, onde esteve em grande destaque.

Assim nas subidas de treinos, o piloto de Braga lograria alcançar 2.48.950, para na subida seguinte conseguir melhorar, fazendo 2.47.507.

Para a primeira subida de prova, Victor Ramos voltaria a melhorar com 2.45.709, para nas duas subidas seguintes seguintes obter 2.43.197 e 2.43.280 respectivamente.

Por isso no final, Victor Ramos descreveu-nos a sua prova começando logo por nos dizer “ correu muito bem, o carro está cada vez melhor, deu nesta prova para arriscar mais, mas não é tarefa fácil bater o BMW de Hélder Silva. Assim estou satisfeito com este resultado, o muito calor que se fez sentir em nada veio a ajudar, mas esta prova está cumprida. Quero agradecer  à Vettra Motorsport, todo o trabalho feito no meu carro, que me tem permitido alcançar estes resultados “.

Victor Ramos foi o segundo na categoria, e o primeiro na classe.

FOX_4351

 

 

JOSÉ PEDRO GOMES NO PÓDIO DA RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

No seu regresso ao Campeonato Nacional de Montanha, José Pedro Gomes ao volante do seu For Escort WRC subiu ao pódio em termos de categoria no passado fim de semana na Rampa da Senhora da Graça.

Logo nas subidas de treinos, José Pedro Gomes mostrou que havia que contar com ele para a luta pelos lugares das frente, no entanto nas duas subidas de treinos faria logo 2.43.185, para na subida seguinte conseguir melhorar de forma significativa, alcançando 2.32.913.

Assim para a primeira subida de prova, José Pedro Gomes obteria a décima melhor marca na classificação geral com 2.28.521, para nas duas subidas seguintes alcançar  2.34.323, não chegando a fazer a derradeira subida, pois com os tempos alcançados, foi o suficiente para consolidar a segunda posição em termos de categoria.

Por isso no final, José Pedro Gomes fez-nos um balanço da prova, começando por nos dizer “ correu bem, fiquei satisfeito com este resultado, pois está dentro dos objectivos. No principio houve que fazer uns acertos, mas depois foi fazer as subidas o mais concentrado possível, sem cometer erros, e o resultado aí está”.

FOX_4190

 

*Fonte: JBVA Assessoria

*Todos os textos acima reproduzidos são da autoria da assessoria de imprensa mencionada. A APPAM enquanto gestora da página internet do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 e respectiva página do Facebook, é neste caso alheia quer à qualidade, quer ao teor dos conteúdos apresentados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here