Início atribulado na Rampa da Serra da Estrela/Covilhã

0
321

Terminou há poucos minutos a primeira subida de treinos da Rampa da Serra da Estrela/Covilhã, com todos os pilotos a fazerem a sua primeira abordagem ao traçado de 4,910m. Este não foi um bom início para a terceira jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, com esta subida a sofrer um grande atraso devido a acidentes e avarias.

O melhor foi Pedro Salvador, que colocou o seu Silver Car no topo da tabela de tempos absoluta e na Categoria 1, sendo seguido por Rui Ramalho em Osella PA2000 Evo 2 e João Fonseca em BRC CM05 Evo.
 
Azarado nesta subida Nuno Guimarães teve um principio de incêndio no seu BRC, tendo o piloto sofrido queimaduras ligeiras.
 
Luis Nunes esteve em grande destaque ao ser o quinto mais rápido na geral, levando a melhor na Categoria 5 com o seu SEAT Leon MKIII.

Manuel Correia impôs o seu Ford Fiesta R5 na Categoria 4, a exemplo do que fizeram Gonçalo Manahu (Porsche 997 GT Cup) na Categoria 2 e Pedro Saraiva (Mitsubishi Lancer Evo IX) na 3. De referir o acidente de José Correia em Nissan GT-R GT3, com o piloto bracarense a danificar a frente esquerda do seu carro.

Miguel Lobo compete sozinho na Taça TCR e terá pela frente, uma luta contra si mesmo para se superar a cada subida. Na Taça Nacional de Montanha, o mais rápido foi Leonel Brás em Citroen AX Sport.

No Campeonato Nacional de Clássicos Montanha, Flávio Sainhas e Ford Escort MKI impuseram-se a toda a concorrência, enquanto José Dinis (Ford Escort MKII) estreava-se com o melhor tempo no Troféu Nacional de Clássicos Montanha. Na Taça Nacional de Clássicos Montanha, a primazia nesta primeira subida de treinos foi para o Toyota Starlet de José Magalhães.

 

pedro_saraiva2

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here