Emoções ao rubro na Rampa da Serra da Estrela/Covilhã!

0
207

Foi espectacular a primeira subida oficial de prova na Rampa da Serra da Estrela/Covilhã, com as lutas tanto no topo da tabela absoluta de tempos, como em cada categoria, a deixarem adivinhar uma luta sem quartel pelas vitórias nesta terceira jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2017.

Com um tempo de 1:34s450, Pedro Salvador (Silver Car EF10) foi o mais veloz, batendo por apenas 142 milésimos, Rui Ramalho em Osella PA2000 Evo2. Fácil de prever que vai haver luta até ao último metro entre estes dois protagonistas! Paulo Ramalho (OSella PA21S Evo) e João Fonseca (BRC CM05 Evo) estão nas duas posições seguintes, separados por apenas 46 milésimas.

Atrás dos líderes absolutos e da Categoria 1, ficou Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT3 Cup, que com o crono de 2:56s896 bateu por cerca de oito décimas José Correia em Nissan GT-R GT3.  Também a Categoria 5 está ao rubro, com Luis Nunes em SEAT Leon MKIII a fazer 2:57s975, com Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy V6 logo atrás a sete décimas de segundo.

Na Categoria 4, Manuel Correia (Ford Fiesta R5+) foi o melhor com o tempo de 3:00s587, com Luis Silva (BMW M3) mais atrás, a quase três segundos de Correia. Com o seu Mitsubishi Lancer Evo IX, Pedro Coelho Saraiva conseguiu a marca de 3:08s559 e lidera confortavelmente a Categoria 3.

Com 3:03s048, Miguel Lobo em Audi RS3 da Taça TCR, melhorou o seu melhor tempo. O registo de 3:38s242 deu a primazia a Leonel Brás (Citroen AX Sport) na Taça Nacional de Montanha.

Flávio Sainhas continua a mostrar-se como o homem a bater no Campeonato Nacional de Clássicos Montanha. O piloto do Ford Escort MKI conseguiu o tempo de 3:18s238. Azar para Parcídio Summavielle, que teve problemas com o seu Datsun 240Z não conseguindo um bom tempo.

Recuperado do acidente de ontem, Carlos Oliveira (BMW 323i) registou a marca de 3:23s109 e foi o mais rápido no Troféu Nacional de Clássicos Montanha. Aníbal Rolo registou 3: ao volante do seu Datsun 1200 Coupé e é para já o líder na Taça Nacional de Clássicos Montanha.

Seguem-se mais duas subidas de prova onde tudo se vai decidir. Fique atento!

!cid_15c4eeb9761f6e67e271

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here