Rui Ramalho já dita o ritmo em Murça

0
124

Rui Ramalho ditou o ritmo no primeiro dia de Rampa Porca de Murça, sexta prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, organizada pelo CAMI Motorsport que este fim de semana visita as famosas curvas transmontanas.

O líder da competição, que pode selar o título nesta ronda, efetuou a primeira subida de prova em 2m09,037s, baixando e, mais de um segundo a marca por si realizada na segunda subida de treinos, a única que realizou antes do primeiro confronto ‘à séria’.

Aos comandos do seu Osella PA2000 EVO 2 o piloto do Porto deixou a concorrência mais próxima, Hélder Silva e o Juno CN09, a 5,214s, com José Correia a conseguir o terceiro registo aos comandos do Nissan GT-R NISMO, que gastou mais 7,113s que Ramalho.

Naturalmente afastado dos dois primeiros Joaquim Teixeira foi o mais veloz entre os Turismo categoria 3, com uma subida em 2m17,097s, baixando em mais de quatro segundos a sua melhor marca dos treinos. Luís Nunes levou a melhor nas subidas dos treinos, mas na primeira subida de treinos o piloto do Audi RS3 LMS teve de se contentar com o segundo posto dos Turismo, ainda que sendo o melhor da categoria 4. Ficou a três décimas do seu rival.

Atrás de Nuno Guimarães, aos comandos do terceiro protótipo em prova (BRC CM2), Manuel Correia foi o terceiro entre os Turismo, no seu Ford Fiesta R5 +, mas foi o melhor da categoria 2, diante de Luís Silva, no Citroën DS3 R5. Nos Turismo 3 a primazia foi para Daniel Teixeira, que no seu Volkswagen Golf GTi rodou regularmente no top dez da ‘geral’ desde a primeira subida de treinos.

Já na categoria 5 Luís Delgado divertiu-se aos comandos do Ford Sierra Cosworth, sendo o mais rápido entre os concorrentes do campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha JC Group, antecedendo Pedro Marques, o segundo melhor dos Turismo 4, e Gabriela Correia, segunda dos Turismo 3.

José Pedro Gomes, foi o mais rápido entre os Clássicos desde a primeira subida de treinos. O piloto do Ford Escort MKII foi também o segundo da categoria 5 e foi quase um segundo mais rápido que o seu principal adversário, Fálvio Saínhas, prevendo-se um grande duelo entre os dois para domingo.

Leonel Brás, no Citroën AX Sport, foi o melhor na Taça de Portugal de Montanha, no culminar de um dia que sofreu um atraso no programa devido a um despiste de José Oliveira, que perdeu o controlo do seu Toyota Yaris na segunda subida de treinos.

Já Domingos Fernandes lidera com o seu Autobiachi Abarth entre os clássicos com essa cilindrada.
A jornada de Domingo tem início às 10.00 da manhã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here