João Guimarães quer “mais concorrência em 2020 para tornar o Campeonato ainda mais interessante”

0
594


O piloto volta a apostar no Peugeot 206 RC e continuará a defender as cores do Team NJ Racing no Campeonato de Portugal de Montanha JC Group.

João Guimarães já se prepara para ser, uma vez mais, um dos protagonistas do CPM JC Group na época que já se avizinha. O reguense voltará a apostar – pelo 11º ano consecutivo! – no sólido Peugeot 206 RC, continuando a integrar a equipa NJ Racing que, aliás, ajudou a fundar.

Em jeito de antevisão, o piloto prevê “mais um ano de acesas lutas com o meu colega de equipa Nuno Pinto, já que andamos sempre taco a taco”. João Guimarães gostaria que “aparecessem mais viaturas do meu grupo, para que as lutas fossem ainda mais acesas”, colocando como objetivos primordiais “repetir as vitórias de 2019, no grupo E1-C e na classe 7, tentando ainda terminar nos lugares cimeiros da Divisão 2, melhorando o 4º lugar de 2019, mesmo sabendo que vou aí enfrentar carros muito superiores ao meu e conduzidos por grandes pilotos”.

Uma certeza ele tem. Vão ser “mais oito fins de semana fantásticos entre amigos e família, que vou saborear por inteiro!”.

Amor pela Montanha já dura há uma década

Foi em 2005 que João Guimarães começou a sua carreira de piloto.

O seu primeiro palco aconteceu nos ralis, modalidade que é “uma grande paixão minha. Comecei no Regional Norte, no famoso Rali de Famalicão em pisos de terra”.

A sua presença na modalidade continuou até “2009, no Open de Ralis, sempre com o meu grande amigo e navegador Luís Rodrigues, com poucos meios, mas, felizmente beneficiando de o carro nunca avariar!”.

Em 2010 dá-se uma enorme mudança na sua atividade desportiva.

João Guimarães adquire o Peugeot 206 RC e “influenciado pelo meu irmão Nuno, transitei para a Montanha e já lá vão 10 épocas seguidas, o que me transforma, julgo, num dos mais antigos pilotos do campeonato em atividade”. Uma década “cheia de histórias e aventuras e com resultados que considero muito positivos”.

Em 2010 foi vice-campeão da Categoria 1, logo atrás do Porsche 911 GT2 de António Nogueira, no que foi o seu resultado mais forte dos primeiros anos na modalidade.

João Guimarães destaca “a época de 2017 como a minha melhor até ao momento. Ganhei a primeira prova na Divisão 1 e mantive uma luta pelo campeonato com o Pedro Coelho Saraiva até à última rampa, em Boticas, tendo me sagrado vice-campeão, ganhando ainda o grupo e a classe nesse ano. Um ano fantástico!”.

Na época seguinte, o duriense foi em terceiro da divisão atrás “do Pedro Coelho e do Parcídio Summavielle, dois grandes pilotos e dois gentlemen dos automóveis, que muito respeito e admiro”.

Dez anos de fidelidade a um campeonato e a um carro.

O piloto considera que tem “vivido anos de enorme prazer num campeonato que adoro e com um fiel companheiro, o meu Peugeot 206 RC que não me deixa ficar mal. A satisfação imensa que tenho tirado vem sobretudo da família da NJ Racing, que nos acompanha para todo o lado e nos apoia de uma forma fantástica!”.

A longevidade da sua presença no CPM JC Group, permite-lhe ter uma visão clara e profunda da evolução do campeonato. João Guimarães destaca “o magnífico trabalho de promoção que tem vindo a ser feito pela APPAM e pelos clubes. Desde que tomaram conta do campeonato, este revigorou-se e tornou-se cada vez mais apelativo”.

O Campeonato de Portugal de Montanha JC Group arranca já a 7 e 8 de março, com a Rampa Porca de Murça, organizada pelo CAMI.

Fonte: VEDDACOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here