António Rodrigues quer lutar pelos lugares cimeiros

0
822


O piloto duriense assume a ambição de elevar exibições e resultados na nova época de Montanha. Vai integrar a equipa NJ Racing e volta a confiar no BRC EVO 05 para as batalhas nos protótipos e na geral.

Estreou-se nas lides do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group na 5ª Rampa de Santa Marta 2019, então com um Mitsubishi EVO VI. E deu logo nas vistas. Rápido e seguro, António Rodrigues logrou terminar nos lugares cimeiros e vencer a FANS CUP que, prova após prova, premeia o piloto mais regular nas subidas de prova.

Com um arranque destes, o piloto sentiu-se “muito bem e motivado, até porque também fui muito bem acolhido por todos quantos fazem parte da família da Montanha. 2019 foi um ano de aprendizagem e adaptação ao campeonato, tendo ficado agradavelmente surpreendido com o ambiente e com a competitividade do campeonato. Também me senti feliz com as minhas prestações, quer nas melhorias de tempos subida a subida, em cada rampa, quer nos resultados, e foi natural a motivação para continuar”.

E esta continuidade dá-se com novidades e ambição acrescida.

António Rodrigues vai integrar a equipa NJ Racing. É uma decisão natural, dada “a enorme amizade que me une aos irmãos Guimarães e ao Nuno Pinto e ao fantástico ambiente que se vive na equipa. Aliás foi a NJ Racing que me deu a oportunidade de participar na minha primeira prova federada, a Super Especial de Vila Real do ano passado”, onde guiou o Peugeot 206 de João Guimarães.

Volta a apostar no BRC EVO 05, que estreou na Rampa de Boticas 2019 e tem como objetivo “participar na maior parte das provas do calendário, assim me permita a minha vida profissional e os apoios que arranjar”.

Assume ainda que “mais habituado ao protótipo e à exigência da modalidade, quero melhorar os meus resultados e chegar bem perto do pódio”.

Uma carreira iniciada já tarde

Se desde a infância que António Rodrigues tem o gosto pelos automóveis e pela velocidade”, só se iniciou em 2009 e no karting. Nesse ano, disputou “as 500 milhas da Boavista, uma experiência fantástica”. Ainda hoje, António rodrigues continua a “fazer algumas provas de Karting. É uma modalidade que se revela uma ótima escola de competição”.

Mas o sonho sempre foi “pilotar algo com mais velocidade, mais emoção, que me enchesse as medidas e encontrei essa adrenalina na Montanha!”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here