Dificuldades técnicas impedem Pedro marques de vencer Categoria na Rampa do Caramulo

0
204

Pedro Marques ao volante do seu Porsche GT 3 Cup, não teve um fim de semana nada fácil no passado fim de semana na Rampa do Caramulo, tudo isso motivado por algumas dificuldades  técnicas que impediram o piloto da Mobymotorsport de poder vencer a categoria.

Assim na warm up 1, Pedro Marques faz a primeira subida, fazendo toda a extensão da Rampa do Caramulo em 1.36..013 à média de 106,86 km/h, sendo  logo o 2º na categorias de GT. Para a 1ª subida oficial de treinos, o piloto da Mobymotorsport começa a tentar adaptar o seu Porsche à as características muito próprias desta rápida rampa do Caramulo, e as dificuldades começaram a aumentar, fazendo um tempos de  1.33.281 à média de 109,99 km/h, mantendo a 2ª posição em termos de categoria. Para a segunda subida de treinos , Pedro Marques melhora de forma substancial, fazendo toda a extensão da Rampa do Caramulo em  1.30.875, à média de 112,90, mas não ainda desta vez que conseguiu ascender à liderança da categoria GT. Já na 1ª subida oficial de prova, Pedro Marques acaba por fazer um tempo de 1.28.741 à média de 115,61 km/h, mantendo o 2º lugar em termos de categoria. Nessa altura, depois de fazer esta subida dizia-nos “ o comportamento o do carro é estranho, pois começa a vibrar muito atrás, e depois torna-se difícil colocar o carro na estrada como quero “.

No dia seguinte pela manhã, antes de dar inicio à subida da warm up, a equipa técnica da Mobymotorsport detecta que o problema residia numa jante empenada, cujo dano tinha ocorrido na ultima deslocação ao autódromo do Estoril, mas mesmo assim  Pedro Marques, já debaixo de condições atmosféricas difíceis faz 1.48.430 à média de 94,62 km/h, para logo de seguida na derradeira subida de treinos conseguir melhor um bocado mais com 1.44.359 à média de 98,31 km/h, consolidando a 2ª posição na categoria.

Já na 2ª subida oficial de prova, o comportamento do Porsche GT 3 não muda, e o piloto da Mobymotorsport não baixa os braços e continua na lutar, fazendo toda a rampa  do Caramulo em  1.32.243 à média de 111,22 km/h. Na derradeira subida de prova não consegue melhor do que 1.34.244, à média de 108,86 km/h.

No final depois de  ter ido ao pódio para receber o seu troféu dizia-nos “ foi uma jornada difícil, endereço os meus parabéns ao meu adversário Victor Pascoal que foi um, brilhante vencedor. Eu bem tentei bater o meu adversário, mas algo de errado se passa com o carro, pois começou no sábado a vibrar muito nas rodas traseiras, e depois vimos que era uma jante empenada. Mas depois no domingo com a chuva e o piso molhado, arrisquei mais, mas não o suficiente para conseguir ascender à liderança, mas nada feito, fiquei pelo 2º lugar, consegui arrecadar o máximo de pontos com vista ao Campeonato, e agora vamos nestas próximas seis semanas quais as razões do comportamento do meu carro, pois foi mesmo difícil, pois como é lógico  vim a alinhar para vencer, mas esse objectivo não foia alcançado, vamos a ver se na derradeira prova na Rampa de Boticas, fecho a época com chave de ouro”, disse-nos o piloto da Mobymotorsport, Pedro Marques.

CLASSIFICAÇÃO FINAL CATEGORIA GT

1º Victor Pascoal – Porsche GT 3

2º MOBYMOTORSPORT – PEDRO MARQUES – PORSCHE GT 3

3º Sérgio Matos – Lamborghini Uracan

JBVA ASSESSORIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here