Nuno Guimarães andou forte em Boticas e fechou época com novo pódio

0
181

Embora o 2º lugar na sua divisão e o top seis absoluto tivessem sido prémio justo para mais uma boa exibição do piloto e team manager da NJ Racing, Nuno Guimarães viveu a Rampa de Boticas com um espírito de festa, feliz com mais uma época de grande êxito para ele e para a sua equipa.

O cair do pano para o Campeonato de Portugal de Montanha JC Group ficará na memória de todos pela “festa rija” em que se transformou. E esse espírito festivo esteve sempre presente na forma como Nuno Guimarães encarou a sua presença na prova final do campeonato.

Mas que não se pense que o “Capitão da Montanha” não rodou forte como é seu apanágio sempre que coloca o capacete. Andou muito rápido e de forma a conseguir melhorar substancialmente a performance que tinha alcançado em maio, na primeira passagem do campeonato por Boticas. Na segunda subida oficial de prova, o SilverCar chegou ao alto em 2:29.531, realçando a crescente capacidade que Nuno Guimarães evidencia para extrair todo o potencial do protótipo.

Mesmo sendo sempre muito competitivo, o “Capitão da Montanha” destacava no final que “a componente competitiva desta rampa foi para mim secundária. De tal forma que, mesmo dando o meu melhor, nem me abalou ter tido um problema de transmissão na última subida. Fui na mesma e só quis chegar lá cima, juntar-me aos meus colegas e fazer a descida de segurança final para ser recebido pela festa incrível que nos proporcionaram.”

No entanto, reconhece que “também fiquei satisfeito por ter tirado dois segundos ao meu recorde pessoal nesta rampa com este carro. Considero que evolui muito ao longo de toda a época e que estou cada vez mais confiante com este SilverCar S2”.

Quanto a esse balanço geral do campeonato, Nuno Guimarães sente-se “muito feliz e com um espírito de missão totalmente cumprida. Para a nossa equipa NJ Racing foi uma época de sonho com a dobradinha que eu e o Toni (António Rodrigues) conseguimos na Divisão Protótipos B. Ele está cada vez mais rápido e mereceu totalmente o título. Campeonato feito e agora é olhar o futuro para sermos ainda mais fortes em 2022”.

Mas se as luvas de piloto vão para a gaveta, Nuno Guimarães tem agora uma missão tão honrosa quanto importante. Daqui a três semanas, vai voltar a ser o Capitão da Seleção nacional na Taça das Nações integrada no FIA Hill Climb Masters, em Braga. Para o consagrado duriense, é tempo de “total foco na minha missão. Vou trabalhar afincadamente para dar tudo em prol da seleção, a exemplo do que fiz em Gubbio, em 2018. Estou muito feliz e não vejo hora de estarmos na Falperra!”.

FONTE: VEDDACOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here