CPM JC Group arranca em Murça com tudo para ser um dos melhores de sempre!

0
659

54 pilotos, muitas e boas novas “máquinas” nas diversas categorias e a garantia de discussão acesa em todos os títulos em disputa. O Campeonato de Portugal de Montanha JC Group 2022 vai arrancar em Murça já no próximo fim-de-semana sob o signo do entusiasmo dos amantes da modalidade.

Está tudo a postos para o arranque da temporada 2022 do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group. E será já no próximo fim-de-semana, 19 e 20 de março, que, sob a batuta organizativa do CAMI Motorsport, clube portuense a iniciar assim a comemoração do seu 15º aniversário, regressa a Rampa Porca de Murça, após dois anos de interregno, mercê também do forte empenho do Município de Murça,

Os motores começarão a rugir pelas 13:30 de sábado, com a 1ª subida de treinos oficiais. Segue-se a 2ª subida de treinos oficiais, prevista para as 14:15, com o primeiro dia de competição a terminar com a 1ª subida oficial de prova, momento em que o cronómetro já será “a doer”. Esta decorrerá, previsivelmente, pelas três e meia da tarde.

Às dez da manhã de domingo arrancará o segundo e decisivo dia de competição com o treino Livre (warm up). 15 minutos após as onze arrancará a 3ª Subida de treinos oficiais. A duas subidas oficiais de prova (2ª e 3ª do fim-de-semana) que encerrarão a competição e serão decisivas para as classificações finais, têm horários previstos para as 12.30 e as 13.45 horas respetivamente.

Muitas novidades no arranque da temporada

O defeso entre campeonatos foi muito animado. O CPM JC Group assistiu a uma “escalda de armas”, com vários pilotos a assumirem novos projetos, dotando o campeonato de melhores argumentos para se tornar ainda mais competitivo.

Nos Protótipos, onde estão normalmente os candidatos ao título nacional absoluto, o plantel ficou muito mais musculado.

Hélder Silva, campeão em título, irá tripular a Osella PA21S EVO que pertencia a José Correia. A sua equipa Power House fará ainda alinhar outra Osella PA21S EVO para o bracarense Sérgio Nogueira, que assim dá o saldo desde os Turismos 3 para a discussão dos triunfos absolutos.

Por sua vez, José Correia foi ao mercado adquirir uma Norma FC20, de última geração, com o “patrão” e piloto da JC Group a querer recuperar o título, que foi seu em 2020.

Já António Rodrigues protagonizou a novidade mais recente. A poucos dias do arranque do campeonato, o rápido piloto a quem chamam a “Bala do Douro”, anunciou a aquisição de um SilverCar EF10, transformando-se assim em mais um candidato ao cetro nacional absoluto.

Ainda nos protótipos, mas na Divisão B, mantêm-se os rápidos Nuno Guimarães (SilverCar S2) e Joaquim Rino (BRC BR49 EVO), assistindo-se à estreia do Radical Clkubsport de Vítor Bessa.

De regresso, está a “Princesa da Montanha”. Gabriela Correia vem com “músculo” pois vai apostar num Mercedes AMG GT4 para tentar levar as cores da JC Group Racing Team ao sucesso na Categoria GT, onde para além dos habituais pretendentes, Vítor Pascoal e Pedro Marques, ambos em Porsche, junta-se ainda Bernardo Castro (Porsche 997 GT3 CUP) nesta prova inaugural do campeonato.

Nos Turismos, o campeão em título Luís Nunes aposta agora num Skoda Fabia R5 para medir forças com os seus adversários, que continuam com os mesmos argumentos competitivos, destacando-se Joaquim Teixeira (Cupra TCR), José Pedro Gomes (Opel ASTRA OPC), Manuel Pereira (Mitsubishi EVO VI), Daniela Marques (Subaru Impreza) Paulo Silva (Audi RS3 TCR) e Manuel Rocha e Sousa (Cupra TCR).

A categoria conta, como sempre, com um forte contingente. Aos nomes já referenciados, juntam-se em Murça Parcídio Summavielle (Renault Clio R3 RS), José Salgado (Mini Cooper S), Gonçalo Macedo (VW Golf MKII), José Carlos Pouca Sorte (VW Golf GTi), Abílio Aparício (Peugeot 205), Marco Gonçalves (Fiat Punto HGT), Rute Brás (Peugeot 206 RC), Bruno Carvalho (Citroen Saxo), os Honda Civic Type R de Alberto Pereira e Luís Delgado, bem como os Citroen C2 de Leonel Brás e José Borges.

No Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha JC Group, Fernando Salgueiro (Ford Escort MKII) começa em Murça a defender o título conquistado em 2021 e, para além dos habituais adversários mais diretos Ricardo Loureiro e Luís Moutinho, vê agora juntar-se José Carlos Magalhães, atual campeão Legends em título, que tentará chegar ao título com o Toyota Starlet Grupo 5 da MNE Sport.

No rol de inscritos no CPCM JC Group, de assinalar a presença habitual de Carlos Fava (VW 1303) e o regresso do icónico Mini Clubman de Rui Gama.

No que concerne às lides do Campeonato de Portugal Legends de Montanha, temos o “patrão fora”, com a loja a ficar “a saque”.

O “assalto” deverá ser protagonizado por Carlos Oliveira (Ford Sierra Cosworth) e Luís Silva (BMW M3), sem descurar uma surpresa por parte dos restantes adversários na corrida ao título.

Entre estes, estarão em Murça Arlindo Beça, agora com um competitivo Toyota Carina E, João Silva (BMW 328is), Celso Fonseca (Nissan Sunny), Miguel Gonçalves (BMW E36 Coupe), Sónia Pereira (Seat Ibiza Cupra) e Alexandrina Rino (VW Golf MKIII).

Campeonato de Portugal de Montanha 1300 é novidade em 2022

Um regulamento técnico e desportivo sólido e capaz de garantir equilíbrio ao longo de várias épocas, têm sido um dos fatores por detrás do sucesso do campeonato.

Como tal, o consórcio promotor, em parceira com a FPAK, introduziu apenas algumas alterações, depois de ouvidos pilotos e clubes.

O principal destaque vai para a criação do Campeonato de Portugal de Montanha 1300 JC Group, que junta e sucede às taças de Portugal 1300 para automóveis modernos e clássicos.

O CPM 1300 JC Group terá duas Divisões diferenciadas, Divisão Modernos e Divisão Clássicos. A primeira englobará os carros 1300 Legends (H85 a H99, Categoria Especial, Categoria Livre, FEUP e Turismos após 1999). Já a Divisão Clássicos, vai agrupar os 1300 H65 a H 81 e os Grupos 5.

Em Murça estão inscritos 10 pilotos, o que deixa antever um arranque deste novo campeonato muito animado.

Pelas performances anteriores, Armando Freitas (Toyota Starlet), Tiago Santos (Citroen AX) e Eva Laranjeira, com um Peugeot 205 Rallye, serão os principais pretendentes a este novo trono.

Mas terão de medir forças com Tiago Silva (Toyota Starlet), Filipe Barbosa (Peugeot 106), Domingos Fernandes (Autobianchi A112), Carlos Delgado (Ford Escort MKI), Rita Matos (Fiat Uno 45S) e os Citroen C1 de Daniela Ferreira e Simplício Taveira.

Campeonato intenso e de volta ao alinhamento de 8 provas

O Calendário volta a ter as habituais oito provas, depois de sete cumpridas em 2021 e apenas 3 no auge da pandemia, em 2020.

Logo após Murça, será a vez do Demoporto assumir, a 2 e 3 de abril, nova edição da Rampa da Penha Paisagem Protegida, em Guimarães.

Abril terá dose dupla de competição, pois, o campeonato rumará sem delongas a sul para comemorar, nos dias 23 e 24, o 40º aniversário da Rampa PÊQUÊPÊ Arrábida, que, por essa efeméride, terá o acrescento ao programa normal de um “Arrábida Revival 2022”.

E serão novamente apenas duas semanas para os motores descansarem, pois, a 6 a 8 de Maio, a cidade dos arcebispos recebe o habitual encontro competitivo entre o CPM JC Group e o Europeu de Montanha. Será na Rampa Internacional da Falperra, com o Clube Automóvel do Minho a protagonizar este momento sempre impactante e capaz de atrair multidões.

3 semanas depois, a “Família da Montanha” assentará arraiais na Covilhã,para disputar a Rampa Serra da Estrela, que dará arranque a segunda metade da temporada, sendo anda a segunda tirada do ano para o CAMI Motorsport como organizador.

O Douro Vinhateiro não poderia faltar. O Clube Automóvel da Régua assumirá a 7ª Edição da Rampa de Santa Marta, em terras de Penaguião, nos dias 11 e 12 de junho.

Pouco mais de um mês depois, a mítica Serra do Caramulo acolhe a sétima prova, disputada nos dias 16 e 17 de julho, com o momento de fecho da temporada a acontecer já nos idos de setembro. Boticas começa a ser tradição para este embate final. O Demoporto terá o leme da oitava prova, a 24 e 25 de setembro.

CALENDÁRIO 2022

19 e 20 de Março – Rampa de Murça

2 e 3 de Abril – Rampa da Penha Paisagem Protegida

23 e 24 de Abril – Rampa PÊQUÊPÊ Arrábida

6 a 8 de Maio – Rampa Internacional da Falperra (Europeu)

28 e 29 de Maio – Rampa Da Covilhã Serra da Estrela

11 e 12 de Junho – Rampa de Sta. Marta Penaguião

16 e 17 Julho – Rampa do Caramulo

24 e 25 de Setembro – Rampa de Boticas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here